EDM – Empresa de Desenvolvimento Mineiro SA – Relatório e Contas 2015: lucro de 539 mil €


A EDM – Empresa de Desenvolvimento Mineiro, S.A. é uma empresa de capitais públicos que atua como operador setorial de referência, assumindo, como concessionária em regime exclusivo, um papel de relevo na elaboração e condução de projetos de recuperação ambiental de zonas degradadas por antigas explorações mineiras abandonadas.
A EDM exerce ainda, por si ou em associação, atividades de prospeção, pesquisa e valorização de recursos minerais e presta serviços especializados nos domínios dos Geo-Recursos e do Ambiente.

A empresa, com um capital social de € 30 milhões, apresentou recentemente o seu Relatório e Contas de 2014. O principal destaque do documento, que pode obter no site da EDM ou clicando aqui, é o resultado positivo do exercício, cifrado em 555 mil euros, ligeiramente superior ao de 2014, 539 mil euros.

Outros destaques do exercício incluem:

  • A assinatura de um contrato de constituição de uma JV entre a EDM e uma empresa turca, ESAN, com o objectivo de prospectar três áreas da EDM situadas no Alentejo. Este acordo prevê a realização de actividades de prospecção e pesquisa no valor de 7,6 milhões de euros no conjunto das três áreas mineiras.
  • Desenvolvimento de trabalhos de prospecção e pesquisa em 3 área contratadas com o Estado: Argozelo, Monte das Mesas e Escádea Grande. Os trabalhos realizados tiveram o valor global de 524 mil euros.
  • Solicitação de dois novos pedidos de áreas de prospeção e pesquisa – Macedo de Cavaleiros e Rosário.
  • Exercício do direito de opção de participação de 15% no desenvolvimento do projecto mineiro Semblana da SOMINCOR no âmbito do processo de renegociação (concluído) do acordo de parceria existente entre as duas empresas.
  • Realização de estudo conceptual sobre a viabilidade económica da exploração do jazigo de Gavião, que serviu de base à manifestação de interesse da Almina (em final de 2014) em adquirir os direitos da EDM sobre o jazigo em epígrafe. O interesse da Almina concretizou-se em 2015 com a apresentação de uma proposta de aquisição da totalidade dos direitos de exploração do jazigo de Gavião, estando esta para apreciação por parte da tutela.

O mandato da actual Administração termina este ano.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s