1776, Diamantina (Minas Geraes)


cc-1916-a_0001_est_t24-C-R0150

Diamantina is one of my favourite cities; I lost track of the number of times I visited this LusoBrazilian jewel. The city, the region, its diamonds and geology are a common topic in this blog, either as posts (herehere and here) or photo galleries (herehere and here – just click on the links).
Located north of Belo Horizonte, this town classified as World Heritage was the birthplace of main characters in the Brazilian history (Juscelino Kubistchek, President and a central figure of the Brazilian XX century and Chica da Silva, the slave-lady a mythical figure of the XVIII century turned feminist and slave liberation icon).
It was in Diamantina (then Tejuco), around the end of the first quarter of the XVII century, that diamonds were first discovered outside India, setting a new era for the industry.
The Biblioteca Nacional (the Portuguese National Library) just published a digital version of a map dated 1776 on the demarcation to the diamond mining region, whose center is Diamantina (the Arraial do Tejuco).
The map, bought in an auction held in 2011, may have been an annex of official correspondence between the Real Extracção (in Minas Gerais) and the Directoria dos Diamantes (in Lisbon).

Diamantina é uma das minhas cidades favoritas; perdi já a conta às visitas que fiz a esta jóia mineira e luso-brasileira. A cidade, a região e os seus diamantes e geologia são tema frequente de textos (aqui, aqui e aqui) e fotografias publicados neste blog (aqui, aqui e aqui – basta clicar para aceder aos textos e às galerias de fotos).
Localizada a norte de Belo Horizonte, esta cidade hoje Património Mundial, viu nascer Juscelino Kubistchek (Presidente da República e personagem central do século XX brasileiro) e Chica da Silva (a escrava-senhora, mítica personagem do século XVIII).
No primeiro quartel do século XVIII, Diamantina foi o local onde foram descobertos os primeiros diamantes no Brasil, os primeiros diamantes produzidos fora da Índia dando início a uma revolução no mercado desta pedra preciosa.
A Biblioteca Nacional publicou  a versão digital de um mapa datado de 1776 relativo à demarcação diamantina – delimitação da área onde se realizava a extracção de diamantes e em cujo centro se localizava o Arraial do Tejuco (Diamantina).

O mapa representa a demarcação da Região Diamantina, situada na comarca do Serro Frio, na Capitania de Mato Grosso (hoje Estado de Minas Gerais), no Brasil. O centro da demarcação era o Arraial do Tejuco, a actual Diamantina. Este mapa pode ter feito parte de um anexo da correspondência trocada entre a Real Extracção dos Diamantes, no Arraial do Tejuco, e a Directoria dos Diamantes, em Lisboa – in Biblioteca Digital Luso-Brasileira.

Este mapa, sem autor atribuído, foi adquirido pela Biblioteca Nacional de Portugal em Abril de 2011 num leilão organizado pelo Palácio do Correio Velho.

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s